TVlândia: Convergente

the-divergent-series-allegiant-poster1

Oi gente!! O post de hoje é sobre a primeira parte de Convergente, baseado nos livros da Veronica Roth, que eu fui ontem mesmo conferir! Prometo que é um post sem spoilers! 😀 Estava muito ansiosa e empolgada com a estréia.

convergente

A sinopse do filme é a seguinte:

Após a mensagem de Edith Prior ser revelada, Tris (Shailene Woodley), Quatro (Theo James), Caleb (Ansel Elgort), Peter (Miles Teller), Christina (Zoë Kravitz) e Tori (Maggie Q) deixam Chicago para descobrir o que há além da cerca. Ao chegarem lá, eles descobrem a existência de uma nova sociedade.

Agora vamos ao que interessa: A resenha. Eu, particularmente, olhando do ponto de vista de quem não leu os livros e só viu os filmes e olhando do ponto de vista de continuidade e tal, achei muuuito bom o filme, mesmo! Ele é excelente e não deixa a pessoa na mão. Te deixa bem tenso na verdade hehehe.
Agora vendo do ponto de vista de quem devorou umas três vezes o livro haha ele me decepcionou um pouco. Eu sei que é uma adaptação, mas mesmo assim achei que alterou MUITO do que estava no livro. Muitas cenas bacanas que eu esperava ansiosamente não aconteceram ou foram completamente reformuladas. Fiquei até de certa forma espantada que terá uma segunda parte, pois nesse filme eles já basicamente cobriram muita coisa que acontece no livro, o que me deixa curiosa pois essa segunda parte então vai ser praticamente inédita haha. Mesmo assim, aguardo ansiosamente também! 

allegiant.jpg

Pra quem ainda não foi ver, recomendo que vá. As cenas são muito bem feitas, bastante ação e emoção, muita tecnologia diferente e conflitos. Te deixa na ponta da cadeira o tempo todo hehehe 😀 E se você leu o livro: Não vá esperando os acontecimentos do livro. Mas assim, NADA mesmo haha por que tem muita coisinha alterada que pode te deixar até com uma certa raiva, se você for desses que gosta de ver uma adaptação mais próxima do livro.

 

 

Livro: Caixa de Pássaros

caixadepassaros

Oi gente! Hoje eu faço mais uma resenha de livro.
Dessa vez é Caixa de Pássaros, romance de estréia de Josh Malerman pela Intrínseca. Simplesmente fantástico! Ganhei o livro de presente no começo do ano e ele estava na minha pilha de próximas leituras hehehe. Agora que terminei me arrependi de não ter lido antes! 😛

“Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune nem sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e seus dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e todos morrerão.”

Confesso que eu não costumo gostar muito de terror e tals e fiquei com um certo pé atrás com o livro, não sabia muito bem o que esperar, MAS, a sinopse é bem intrigante.
O livro tem um tamanho muito bom, mais ou menos 270 páginas, e passa bem rápido! Dá pra devorar em pouquíssimo tempo já que a cada página lida a curiosidade e tensão aumenta. Me prendeu muito e recomendo para todos! 😀 As personagens são interessantes e todo o mistério que envolve o livro é revigorante. Achei muito bem escrito com um desenvolvimento e ritmo bem bacana, sem apressar nada, sabe? Apesar das coisas acontecerem um pouco rápido, não dá aquela impressão de correria, pelo contrário, eu saboreei muito cada página da história haha. E o final tem uma sacada muito boa!!

caixadepassaros2

Livro: A Rainha Vermelha

post1

Oi gente! 🙂
Hoje eu estou postando sobre um livro que eu li esses últimos dias: A Rainha Vermelha, de Victoria Aveyard, pela editora Seguinte.

“O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.”

Eu não conhecia o livro e um dia passeando por uma livraria, me deparei com ele. A capa me chamou a atenção por ser super simples e bonita, toda prateada, bem legal mesmo. Daí eu li a sinopse e acabei gostando também. Mais um livro em estilo distopia e será uma trilogia, com o segundo livro previsto para o final desse ano.
Particularmente, eu aproveitei muito a leitura e terminei bem rápido. É uma leitura daquelas fáceis e gostosas, que flui muito bem. A ordem dos acontecimentos é bem feita e o desenvolvimento das personagens também. Acontecem várias surpresas no livro, o que deixou tudo mais interessante e com bastante ação, principalmente mais pro final do livro! 🙂 Para quem gosta desse tipo de história de distopia, com um pouco de poderes especiais e tal, fica a dica. Bem bacana mesmo!

post2

Inclusive já está prevista uma grande produção cinematográfica para uma adaptação do livro. 😀 Tem tudo pra ser um filme muito muito bom!

Livro: Level 2

level

Oi gente! 😀

Trago hoje a resenha do livro Level 2 de Lenore Appelhans que eu li recentemente. Algumas semanas atrás, eu estive em uma apresentação da editora LeYa sobre os próximos lançamentos e acabei ganhando esse livro. É mais uma distopia, mas achei a sinopse bem interessante.

“Mas, então, eu morri. E agora não consigo dormir. Exceto, porém, quanto tenho acesso às memórias do meu sono. Você não acredita em quantas vezes vasculhei os dezessete anos e 364 dias de minha vida em busca daqueles raros e ininterruptos períodos de letargia, livres de pesadelos. Porque dormir é minha única e verdadeira pausa neste eterno carretel de lembranças, tanto as minhas como as que aluguei.”

 

Confesso que fiquei um pouco na dúvida, mas, ao começar a ler eu percebi que o livro tinha muito mais a oferecer do que eu pensava. A protagonista, Felicia Ward é muito interessante e tem uma visão de si mesma muito pessimista e negativa. O mais legal do livro é que ele não é todo clichê e tem uma leitura dinâmica e leve. Existem poucos personagens mas muito diferentes. A falta de informação inicial sobre esses personagens vale toda a pena quando o livro vai chegando ao fim. As reviravoltas finais são bem distantes daquilo que imaginamos e por isso, surpreende bastante. É bem bacana ver como a personagem vai amadurecendo, de acordo com a avanço do livro, quando ela acessa suas lembranças e cada vez que ela faz isso, descobrimos mais uma peça que é o grande quebra cabeça que é a sua vida. 🙂 Recomendo!

level1

 

 

 

Livro: O Chamado do Cuco e Reconstruindo Amelia

post2

Oi gente!! Então, esses foram os dois últimos livros que eu li nos meses de junho e julho: O Chamado do Cuco de Robert Galbraith e Reconstruindo Amelia de Kimberly McCreight.

Ambos livros são temas policiais, sendo Reconstruindo Amelia um pouco mais dramático que O Chamado do Cuco. 

post3

O Chamado do Cuco fala sobre uma modelo famosa que supostamente teria cometido suicídio, se jogando da sacada de seu apartamento. Então, seu irmão adotivo, resolve contratar um detetive em decadência para reabrir o caso, já que acredita que sua irmã jamais faria algo assim. O livro tem um desenrolar muito bom e um fluxo coerente. Gostei muito do modo de pensar do detetive, Cormoran Strike pois me lembra um pouco o método do Poirot dos livros da Agatha Christie (que são os meus favoritos, aliás! :P). Achei o final surpreendente e eu realmente não esperava por ele! Uma das coisas legais desse livro, é o autor. Que nada mais é do que J. K. Rowling! Sim, a escritora de Harry Potter. Escolheu uma temática diferente e se saiu muito bem. Espero que ela escreva cada vez mais livros!

Em Reconstruindo Amelia a temática é levemente parecida. Kate Baron, advogada, recebe a notícia que sua filha fora suspensa alguns dias das aulas na escola e precisam que alguém vá buscá-la. Ela chega então na escola, atrasada pois estava em uma reunião de trabalho e descobre que sua filha se jogou de cima do telhado da escola. Até que, dias depois, recebe uma mensagem no celular dizendo que ela não tinha pulado. Isso dá motivação suficiente para ela ir atrás dos responsáveis pelo caso de Amelia para descobrir o que foi que aconteceu. O livro tem uma dinâmica sensacional, mostrando ponto de vista da mãe no presente e o ponto de vista da filha antes de acontecer a morte. É mais dramático pois mostra a dor de uma mãe solteira perder um filho e mostra também o relacionamento das duas. O final também é surpreendente e me emocionou bastante em vários momentos. O único ponto negativo que eu achei foi perto do final. Tudo começa a ser explicado, mas eu senti que foi um pouco rápido demais, sabe? Poderia ter começado um pouco antes e com mais calma e mais explicação para algumas coisas. Fora isso, amei! 🙂

post1

Para quem gosta, são livros que valem muito a pena ter na estante! 😀